Casa do Notebook

Um espaço para você nos conhecer melhor e interagir conosco.

  • DicasNotebooksAlgumas dicas importantes para comprar um notebook novo: Memória: 1 Gb no mínimo, para rodar o novo Windows Vista. 2 GB é melhor ainda. Processador: Se for Intel, exija Dual Core, Centrino Duo ou Core 2 Duo. Celeron apenas para acessar a Internet e rodar programas básicos. Se for AMD, exija Turion 64 x2 ou Athlon 64 x2. Bateria: Modelos com 6, 8 ou 12 células de Lítio. As duas últimas opções – com 8 ou 12 células – dão maior autonomia. Disco Rígido: Escolha modelos com um mínimo de 120 GB. Os programas estão cada vez mais pesados, e exigem espaço extra. Tela: Os notebooks com telas menores, de 11 ou 12 polegadas, são mais leves, mas exigem mais da vista, e geralmente o teclado também é menor nessas máquinas. Se você enxerga bem, nada contra. CD/DVD: Gravador de CD e DVD hoje são obrigatórios. Tanto para fazer backup (salvar arquivos), como para gravar suas músicas e filmes preferidos. Memória de Vídeo: Memória de vídeo dedicada com pelo menos 128 Mb. é importante para quem usa programas gráficos ou jogos, pois ficam mais rápidos. Caso contrário, a memória compartilhada, opção mais comum nas máquinas populares, já vai atender. Não esquecer também de exigir ao menos duas conexões USB (se precisar de mais alguma, existem Hubs USB baratinhos no mercado). Conexão sem fio Wireless (WiFi) também é fundamental, para acessar a Internet em qualquer lugar. Entrada para rede local (RJ45), Leitor de cartões de memória, Conexão Bluetooth, Conexão Firewire, InfraRed são outros componentes importantes. Se o notebook não tiver algum deles, existem adaptadores no mercado que dotam o notebook dessas opções. Os técnicos da Casa do Notebook podem informar quais as marcas e modelos de notebooks mais confiáveis.

    No Comments
  • Uma classificação simples para escolher um notebook adequado ao que deseja fazer com ele: Notebook Básico: Para funções como acesso à Internet, edição de texto ou planilhas. Processadores simples, memória de 512 Mb. e HD de 40 a 60 Mb. Notebook para Viagens: Modelos menores e mais leves, bom processador e memória, bateria de longa duração e Wi-Fi. Notebook Profissional: Processadores mais rápidos, memória não compartilhada, grande capacidade de memória para trabalhos gráficos e edição de vídeo. Logicamente, os preços variam de acordo com a classificação. Esses notebooks podem custar entre R$ 1.600 e R$ 11.500. fabricantes 1

    No Comments
  • Memoria 1 2Um dos ítens mais importantes para o desempenho de um notebook é a memória de vídeo. Trata-se do local onde as imagens serão armazenadas durante seu processamento. Memória de vídeo compartilhada – como ocorre na maioria dos notebooks de baixo custo – significa que parte da memória RAM será utilizada para processar imagens. Com isso, sobra pouco espaço na memória para o processamento normal. Como o Windows sabe identificar e utilizar a memória excedente para agilizar seus procedimentos, quanto menos memória disponível, mais lento o processamento. Memória de vídeo dedicada, ou não compartilhada, como o nome já diz, é uma memória separada da memória RAM, e voltada somente para o processamento de imagens. Com isso sobra mais memória para o processamento normal dos programas, que ficam mais rápidos. Se puder, prefira notebooks com memória não compartilhada.

    No Comments
  • tartaruga 1 2O notebook está lento ? Parece uma tartaruga ? Os notebooks tem um problema crucial: A expansão de sua capacidade. Hoje, podemos expandir a memória RAM ou o disco rígido até os limites permitidos pela máquina. Também podemos agregar componentes através do PcCard (PCMCIA), como discos rígidos adicionais, placas de rede, entre outros. A conexão USB atualmente permite que diversos acessórios possam ser incorporados, desde mouses até cartões tipo flash card, MP3 e MP4, etc. Mas, o processador, a placa de vídeo e outros componentes como o barramento da placa-mãe, e memória de vídeo compartilhada ou dedicada, definem a real capacidade de processamento de um notebook, pois ainda não podem ser alterados. Read the rest of this entry »

    2 Comments